Visite Paris

Museu do Louvre

Em 1190, Philippe Augustin decidiu construir uma fortaleza na cidade para afirmar a autoridade do soberano durante a organização de múltiplas cruzadas. Para fortalecer o cobiçado território da junção da cidade ao Sena, nasce o Louvre. Foi projetado pelos arquitetos da família real. O plano é quadrado, o edifício é defendido por torres circulares no centro das suas fachadas e por valas nos cantos. A torre principal no centro tem a sua própria proteção.

Não era uma residência onde a família real se alojava, era uma fortaleza que abrigava guarnições para a guerra. No estava no centro de Paris como hoje, mas sim na fronteira para vigiar as entradas principais. A torre principal guardava os tesouros e os presos políticos.

O tempo passa e o castelo altera a sua utilização: os bairros e as cidades construídas de ambos os lados eliminam a sua função defensiva. Após a Guerra dos Cem Anos, o Louvre tornou-se um distrito projetado para os reis da França até a revolução.

Museu do Louvre

Um património arquitetónico surpreendente

O nascimento do museu aparece durante a Revolução. É D’Angivillers que, em 1789, emite um projeto de colocar um museu no Louvre. A necessidade de conservar as obras intelectuais no património é um problema atual e o projeto é iniciado.

Napoleão continuará o projeto de transformar este símbolo monárquico num lugar de alta descoberta artística. Quando fundou o Primeiro Império, Napoleão mudou-se para o Palais des Tuileries. Nomeia o arquiteto Pierre Fontaine e lança as obras em 1804.
Napoleão III, em 1857, inaugura o Palácio que terminou.

É François Mitterrand quem cria o Louvre tal como o conhecemos hoje. De 1981 a 1999, inicia o projeto de renovação do Louvre e cria realmente um museu terminado. Construiu a pirâmide de vidro desenhada pelo arquiteto Leoh Ming Pei. A partir de agora, o palácio acolhe diversas exposições: o Museu do Louvre, com vestígios do Egito trazidos por Napoleão, a famosa Mona Lisa de Leonardo da Vinci e várias obras mundialmente conhecidas. As artes decorativas (têxtil, moda, publicidade) estão disponíveis recentemente. A École du Louvre (Escola do Louvre) está localizada perto dos locais de Rohan e Flore. No dia 7 de maio de 2017, esta esplanada é usada para celebrar a vitória de Emmanuel Macron.

Organizar exposições para o público

O Louvre acolhe 300.000 obras feitas antes de 1948. O número de exposições é de 35.000, o que significa que quase tudo se encontra bem preservado nos arquivos deste vasto edifício.

A coleção é organizada por temas para permitir que o visitante se localize na história. Pode imaginar-se vários departamentos: antiguidades orientais, egípcias, gregas, romanas e etruscas e a história do Louvre e Louvre medieval e, finalmente, as pinturas, esculturas, objetos de arte, artes gráficas e as artes do Islão.

Há esculturas conhecidas em todo o mundo e admiradas por milhões de visitantes: a Vénus de Milo da Grécia Antiga e a Vitória de Samotrácia.

Nas pinturas mais famosas, distinguimos a Mona Lisa de Leonardo da Vinci, a liberdade guinado o povo, símbolo da revolução, pintada por Delacroix e o casamento de Caná.

Mundialmente conhecido

Alguns turistas vêm de todo o mundo para admirar as obras do Louvre
É possível fazê-lo em dois dias, se estiver com pressa, mas o Louvre é feito inteiramente em cinco dias completos. É até possível passar dias inteiros visitando apenas um quarto, dependendo da sua paixão pelo edifício.

Algumas pessoas acham o lugar opressivo e constrangedor pelo que contém. Nem todas as pessoas se podem interessar pela arte dentro deste edifício e alguns podem até considerar estas coleções aborrecidas.

Muitos turistas visitam o Museu e isso faz com que seja um dos lugares mais visitados de Paris. Recebe muitas pessoas.
Se não gosta de multidões, evite a todo o custo a hora de ponta.

Informações práticas

O museu abre às segundas, quintas, sábados e domingos das 9 às 18 horas e às quartas e sextas das 9 às 21h45. Encerra às terças-feiras.
Para adultos, o preço é de 15 euros e menores de 25 anos não pagam.
É possível chegar ao Museu sem dificuldades, uma vez que está situado no coração de Paris. A saído do metro é o Palais Royal Musée du Louvre.
Nas proximidades, pode admirar o Museu de Artes Decorativas, a Place Vendôme, a Ópera de Paris, o Musée d’Orsay e a Pont Neuf. Há sempre coisas para visitar!

Mais informação

https://www.louvre.fr
https://www.pariscityvision.com/pt/paris/museus-de-paris/museu-do-louvre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *